ACOMPANHAMENTO ESCOLAR, PESSOAL E SOCIAL

«É um direito que o jovem jogador tem: a formação. E temos de lutar por isso. A ligação à escola é fundamental». «Em cada cinco mil jovens que praticam um desporto federado no mundo inteiro só um deles vai fazer um contrato profissional».
José Couceiro


OBJETIVOS NO CLUBE RECREIO E INSTRUÇÃO

  1. Acompanhar a vida escolar dos jogadores
  2. Incentivar e promover o sucesso escolar
  3. Formação complementar
  4. Acompanhar o desenvolvimento psicológico dos jogadores
  5. Gerir a atribuição de méritos desportivos e escolares

Responsável pela área: Almiro Antunes – Contacto: acompanhamento.eps@cri.pt


PREMIADOS 2020/21 – Ver aqui

 

 

INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR

Importância da escola e desporto na formação dos indivíduos

A escola e o desporto trazem grandes benefícios para os jovens.

Por um lado, o desporto transmite aos jovens valores como o trabalho e o espírito de equipa, a união, a superação, entre muitos outros. Valores estes que ficam para a vida e que são verdadeiramente importantes ao longo do processo formativo.

Por outro lado, a escola não só é o local onde crianças e jovens adquirem conhecimentos sobre diversas áreas científicas, como também é onde são aprendidos os princípios básicos de uma convivência em sociedade, nomeadamente: criar rotinas, compreender conteúdos, ser sociável, executar tarefas da melhor maneira possível, entre outros fatores que terão grande impacto na sua formação como adultos.

Sendo a sua principal missão a formação de jovens para o desporto, muitos clubes desportivos estão a organizar-se de modo a incluírem o acompanhamento escolar no seu processo formativo, através de um departamento próprio.

Qual é o papel do departamento escolar num clube de formação?
O departamento escolar deve ser composto por um tutor responsável por acompanhar e gerir todas as informações acerca do percurso escolar dos jovens, nomeadamente:

1. Registo de informações escolares e avaliações
O tutor é o responsável por manter um registo de todos os dados escolares do atleta, sobretudo instituição de ensino, diretor de turma ou pessoa responsável bem como informações relativamente ao seu desempenho escolar.

2. Sinalização de atletas em risco
Ao estarem mais atentos e preocupados com o sucesso escolar dos seus atletas, os clubes tornam-se mais pertinentes e ativos na formação dos jovens, com a possibilidade de atuarem mais rapidamente e delinearem planos que auxiliem os atletas a melhorar o seu desempenho.

3. Motivação dos atletas para a importância do desporto e a escola
Uma carreira desportiva é por norma mais curta que qualquer outra, para além de que, está apenas ao alcance de uma pequena minoria ficando muitas vezes aquém do que se pensa ou se deseja.

Neste sentido, é importante que os atletas sejam motivados pelos próprios clubes de forma a adquirirem uma maior consciência dos benefícios que a escola tem tanto para o desporto como para o seu processo formativo.

4. Coordenação com outros pilares de formação
Conciliar a escola e o desporto é importante para a formação dos adultos do futuro, pelo que é necessário que sejam estabelecidas sinergias entre atleta-família-escola-clube, e que todos estejam envolvidos e conscientes do seu papel no desenvolvimento dos jovens.

A escola e o desporto são duas áreas paralelas e complementares
Conscientes da importância da formação académica para o desporto, e de forma a reduzir o insucesso e o abandono escolar, os clubes, têm vindo a arranjar estratégias que lhes permitam criar melhores atletas e cumulativamente melhores alunos.

Ao manter os clubes mais atentos ao processo escolar dos seus atletas, através de um registo permanente e atualizado, é possível identificar mais rapidamente os casos em que é necessária alguma intervenção, e assim, em conjunto com a escola e os pais delinear uma estratégia de apoio.

Desta forma, é garantido que todas as necessidades do jovem são satisfeitas não comprometendo a sua educação e consequentemente o seu futuro.

Fonte: https://emjogo.pt/blog/escola-e-desporto-na-formacao-atletas/

 

 

EDUCAÇÃO E O PAPEL DA ESCOLA FORMAL NA FORMAÇÃO DO CIDADÃO

Quando uma criança inicia a sua prática desportiva, num Clube, numa Escola de Futebol é necessário gerir e observar diferentes variáveis durante o seu processo formativo. Uma delas, de grande importância é o rendimento escolar/académico dos jogadores. Quer sejam de futebol Infantil, Juvenil ou mesmo Sénior é fundamental que consigam obter um bom aproveitamento escolar durante as várias etapas e consigam futuramente uma formação académica independentemente da sua actividade desportiva.
O jogador de futebol base deve entender que a sua obrigação primária nesta etapa da vida é a formação escolar. O futebol é um desporto onde se diverte, desfruta, treina, compete e devem ser respeitadas uma série de regras essenciais para que possam praticar um desporto de forma saudável.
Uma formação adequada que lhe permita no futuro saber tomar decisões de uma forma mais madura, autónoma e consistente com as suas opções profissionais para além do mundo do futebol, ou até mesmo dentro desse mundo mas não obrigatoriamente como jogador, em funções como Dirigente, Treinador, Árbitro, Coordenador, Etc.

Os jogadores devem entender que o futebol pode ser um dos caminhos na sua vida, no entanto, o seu futuro depende também em grande parte da sua formação escolar e académica. Ao estar bem formado, inclusive quando finalizar a sua etapa de jogador, poderá ingressar no mercado laboral com as ferramentas que lhe permitirão triunfar também fora das quatro linhas.
A escola muitas vezes é punitiva, em alguns clubes se o atleta não obtiver bom desempenho e índice de presença nas matérias, ele é retirado dos jogos, o que faz com que o atleta tome repulsa pela escola e professores, gerando desinteresse pela escola.

Fonte: www.futeboldeformacao.pt